A cultura data driven é uma jornada. Por onde começar?
Tempo de leitura: 3 min

Uma cultura orientada a dados – data driven – diz respeito aos comportamentos e crenças coletivas de pessoas que valorizam, praticam e incentivam o uso de dados para melhorar a tomada de decisões. Como resultado, estes registros são integrados às operações, mentalidade e identidade de uma organização. 

Adotar essa cultura requer substituir a intuição por decisões baseadas em fatos derivados de dados, sejam eles números-chave simples como receita ou lucro, resultados de modelos analíticos avançados ou mesmo dados qualitativos.

As pré-condições para o estabelecimento de uma cultura orientada a dados são o acesso, governança de uso e qualidade dos dados, conhecimento metodológico sobre como analisar estas informações e tecnologias apropriadas para preparar e analisar registros.

Uma etapa muito importante, se não a mais, é a jornada do despertar para dos dados que todo negócio que deseja se tornar orientado a dados e adotar a a cultura data driven passam:

Limpeza dos dados

Empresas com fortes culturas orientadas a dados tendem a ter lideranças que definem as expectativas de que as decisões devem ser ancoradas em dados. Eles lideram por meio do exemplo, propagando suas experiências para as demais áreas da empresa. O exemplo dado por esses gestores pode catalisar mudanças substanciais nas práticas de toda a empresa.

Democratização de acesso

As empresas devem garantir que os dados e informações sejam fáceis e rápidos de encontrar, o custo de acesso seja baixo e as informações sejam apresentadas da maneira correta. Isso é especialmente importante porque a responsabilidade pelos dados será atribuída aos usuários de negócios. As empresas devem criar uma estrutura de governança de dados que dê aos funcionários maior acesso aos registros, de acordo com suas áreas de atuação, e não apenas centralizá-los nas equipes de dados.

Alfabetização em dados

A alfabetização em dados é a capacidade de ler dados e usá-los para tomar melhores decisões de negócios. Isso não significa seguir os dados cegamente e sim ser orientado por eles, somando ao processo o conhecimento de vivência das equipes. As empresas devem investir em treinamento para oferecer suporte à alfabetização em dados para, se não toda a organização, para aqueles que conduzirão os processos guiados em dados.

Mudança para estabelecer uma cultura data driven

O estabelecimento de uma cultura baseada em dados requer o incentivo do pensamento crítico e a promoção da tomada de decisão colaborativa. Essa transformação demorada deve ser dirigida e apoiada pela alta administração, especialmente quando se trata de definir um roadmap, facilitando a mudança e alterando a mentalidade dos times de negócios.

Leia mais:

Cultura data driven: por que ela é tão necessária?

Compartilhe:

Jéssica Dias Synthes

Sobre o autor

Analista de Conteúdo e Clientes Pleno na Boxnet. Pós-graduanda no curso de especialização em Big Data e Comunicação, bacharela em Comunicação Social - Jornalismo e Tecnóloga em Design Gráfico. Experiências anteriores em Comunicação Interna, Marketing Digital e Assessoria de Imprensa.

Posts relacionados
Futuro da análise de dados
O futuro da análise de...

O estudo de dados faz parte da transformação digital das empresas. Com o...

Leia mais >

Entre em contato

Descubra como a sua empresa pode ser mais analítica.