Metaverso: como fazer sua estratégia de marketing lucrar

Última atualização: 20 de julho de 2022
Tempo de leitura: 7 min

A conversa sobre o metaverso tem sido onipresente nos últimos meses. Só 2021, as pesquisas na Internet pelo termo aumentaram 7.200%. Mas não é apenas falar; o capital privado também está entrando rapidamente. Em 2021, as empresas relacionadas ao metaverso levantaram mais de US$ 10 bilhões , mais que o dobro do que fizeram no ano anterior. Nos últimos 12 meses, uma empresa sozinha – Epic Games, fabricante do Fortnite – não apenas levantou US$ 3 bilhões para financiar sua visão de longo prazo para o metaverso, mas também anunciou uma parceria com a LEGO para construir um metaverso para crianças. A oportunidade de criação de valor global do metaverso pode estar na casa dos trilhões.

Para os profissionais de marketing, o metaverso representa uma oportunidade de envolver os consumidores de maneiras totalmente novas, ao mesmo tempo em que impulsiona as capacidades internas e a inovação da marca em novas direções. Os profissionais de marketing seriam negligentes se não começassem a explorar o que o metaverso pode oferecer. Agora é o momento certo para adotar uma mentalidade de testar e aprender, estar aberto a experimentos e passar rapidamente do fracasso e capitalizar o sucesso.

Podemos ainda estar na primeira onda de engajamento do consumidor com o metaverso, mas já estão surgindo lições de empresas que obtiveram sucesso precoce. De certa forma, os elementos críticos do marketing no metaverso se assemelham aos do design de experiências de marca autênticas e atraentes no mundo físico. Mas a aplicação desses elementos no metaverso pode ser muito diferente. Assim como as abordagens para gerar valor online continuam a evoluir, o envolvimento efetivo dos consumidores no metaverso exigirá sua própria receita em evolução para o sucesso. Vejamos algumas oportunidades de rentabilização e engajamento neste novo universo:

Metas de marketing e KPIs para o metaverso

Definir bem as metas de marketing e os indicadores-chave de desempenho ajudam na hora de se consolidar dentro do universo do metaverso, bem como possibilita a tomada de decisão mais assertiva.

CDP – Perfil de dados do consumidor

Ter uma base de dados bem estruturada com o perfil dos cliente, é essencial para a jornada de experiência do usuário. Ela permite criar estratégias personalizadas de acordo com o perfil do público pretendido. Existem três dimensões para avaliar os dados atuais dos clientes: quantidade, qualidade e utilidade. Ao otimizar todos esses fatores, o crescimento pode ser ainda mais rápido.

Quantidade de dados:
É importante contabilizar o número de perfis de clientes nos bancos de dados. Verificar todas as ferramentas e aplicativos de relacionamento com o cliente e integra-los em uma única plataforma (CDP).

Qualidade dos dados:
Estratégias que garantam a qualidade dos dados dos clientes também são importantes. Por exemplo, ter processos para testar os dados, remover duplicatas e erros, etc. Sem controle de qualidade, não será fácil executar campanhas eficazes.

Utilidade dos dados:
Essa dimensão refere-se à capacidade da organização em usar dados dos clientes para atingir seus objetivos. Construindo um CDP, é possível visualizar os dados dos clientes de várias fontes em um único local, tornando os dados muito mais valiosos.

Análise de conteúdo e engajamento

Conteúdo e ideias envolventes são cruciais para alcançar o sucesso no Metaverso. É possível economizar tempo no processo de criação de conteúdo analisando o desempenho atual. A análise de resultados auxilia na identificação de conteúdos de alto desempenho.

Análise de plataformas
Auxilia na verificação de conteúdos com mais visualizações e engajamento do usuário. Com base nesses insights, é possível criar ideias para experiências no metaverso.

Feedback do cliente
Ouvir a opinião do público garante experiências mais assertivas. É importante conhecer os clientes e quais conteúdos eles estão mais interessados.

Análise de Mídias Sociais.
Medir o número de curtidas, comentários e outros fatores de engajamento nas principais contas de mídia social, permite traçar um perfil mais amplo e mais rico dos usuários, que auxiliam no processo de tomada de decisão.

Eventos virtuais e produtos exclusivos para o metaverso

Após definido o planejamento da experiência pretendida no metaverso, apoiado por uma base de marketing sólida e com uma base de dados robusta, é possível começar a planejar uma experiência de evento virtual com tecnologias do metaverso. Para inspirar a abordagem, existem diversos eventos que foram criados exclusivamente para e neste ambiente. Criar um jogo de marca pode ser uma maneira simples de começar. Entretanto, é sempre necessário avaliar se essa estratégia esta em conformidade com os objetivos do negócio. Desenvolver um novo produto, serviço ou campanha se baseando apenas em tendências pode ser um tiro no pé da própria estratégia. É preciso ter as metas e KPIs no centro das decisões.

Se um negócio tem um lançamento de novo produto planejado, lançar o produto por meio de um mundo metaverso pode ajudar a gerar mais entusiasmo, engajamento e adesão à campanha. Planejar um evento no metaverso requer concentração nas implicações de marketing. Antes, durante e depois do evento, por exemplo, os usuários devem ter várias oportunidades de visitar os ambientes de negócio, pedir mais informações e fazer compras. Toda essa atividade deve ser rastreada por meio de uma plataforma de dados de clientes (CDP) para que seja possível acompanhar posteriormente. Além disso, os clientes podem precisar de suporte adicional porque o metaverso ainda é relativamente novo. Caso contrário, os clientes confusos podem desistir e deixar o evento sem o suporte de que precisam.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é box360-logo.webp

Conheça o BOX360º – Uma nova experiência em análise de dados

Leia mais:

O Metaverso Data Driven

Compartilhe:

Jéssica Dias Synthes

Sobre o autor

Coordenadora de Análise de dados na Boxnet. Pós-graduada no curso de especialização em Big Data e Comunicação, bacharela em Comunicação Social - Jornalismo e Tecnóloga em Design Gráfico. Especialista em Comunicação Interna, Marketing Digital e Assessoria de Imprensa.

Posts relacionados
Do Tradicional ao Analítico:...

Em um mundo cada vez mais digital e orientado por dados, a área de...

Leia mais >
Gerenciamento de Ativos...

O gerenciamento de ativos digitais (DAM) – do inglês Digital Asset...

Leia mais >

Entre em contato

Descubra como a sua empresa pode ser mais analítica.